O Microsoft Teams, plataforma da Microsoft disponível na web e para celulares Android e iPhone (iOS), anunciou novos recursos para o aplicativo mobile.

O serviço, que ganhou popularidade durante a quarentena como ferramenta de home office, planeja expandir seu uso para contextos mais informais, com novidades como a criação de grupos para trocar mensagens de texto — com direito a compartilhamento de localização em tempo real e envio de GIFs — ou realizar chamadas de vídeo com colegas.

Integração com programas do Office (como Excel, Word e PowerPoint) e um cofre para guardar e compartilhar senhas protegidas com criptografia ponta-a-ponta são alguns dos recursos que chegam ao Microsoft Teams hoje. As funções estão liberadas para testes, e devem ser amplamente oferecidas no celular nas próximas semanas. A previsão da Microsoft é que as ferramentas sejam implementadas para usuários da versão para PC do Microsoft Teams mais adiante este ano.

A proposta do Microsoft Teams com as novidades é reunir em um só lugar recursos úteis do cotidiano, como conversas privadas, videochamadas, edição de documentos e listas de tarefas. O aplicativo, que chegou a mais de 44 milhões de usuários ativos diariamente em março e foi um dos apps mais baixados na App Store no mês passado, busca agora ganhar maior apelo para ser usado além dos contextos empresariais do home office.

Assim, o foco é a possibilidade de criar chats coletivos ou privados para conversar com amigos por vídeo, áudio ou texto no bate-papo do Microsoft Teams — lembrando que é possível alternar entre contas corporativa e pessoal a partir das configurações do app.

Será possível compartilhar a localização em tempo real com contatos do Microsoft Teams diretamente pela conversa, assim como outros apps de mensagem (como o WhatsApp, por exemplo) já fazem. Os grupos também contam com uma seção à parte que reúne documentos, calendários e fotos compartilhados no chat, o que facilita na hora de voltar para encontrar algum arquivo específico.

No quesito compartilhamento de documentos, ainda há integração com os programas do Office, para enviar arquivos de planilhas, textos ou apresentações de slides salvos no OneDrive, a nuvem da Microsoft que permite acesso multiplataforma à biblioteca.

A última novidade é o cofre com criptografia ponta-a-ponta e verificação em dois níveis, que se propõe a guardar dados importantes, como credenciais de login. A Microsoft sugere a ferramenta de compartilhamento de conteúdos do cofre pelo Teams como uma forma segura de passar senhas de serviços de streaming para parentes.